Match Analysis

Depois de abrir contas em vários bookmakers, aprender as suas regras e procedimentos e analisar o seu risco e perfil de apostas, é altura de fazer o seu trabalho de casa. E com isto queremos dizer:

  • Selecionar os eventos
  • Selecionar as boas apostas
  • Selecionar as boas odds
  • Interpretar os mercados
  • Reunir informação dos lados apostos

além de outras questões a ter em consideração.

Seguindo os próximos simples passos irá levá-lo no bom caminho:

Passo 1- Ter uma visão geral:

Descubra quem oferece o quê. Não confie simplesmente em um nome e use a internet para visitar os sites dos bookmakers e verifique o que oferecem. Use um excelente serviço grátis como o Betbrain que compara odds da maioria dos bookmakers.

Passo 2: Estudo de ofertas:

Antes de selecionar o evento em que vai apostar, é importante verificar a variedade das opções disponíveis. Se estiver ao corrente sobre um evento específico ou um desporto especifico então consegue reconhecer uma boa oportunidade quase automaticamente. Neste ponto não terá de efetuar uma análise profunda para fazer a sua decisão se deve colocar a sua aposta ou não. Contudo, se a variedade disponível cria uma necessidade de fazer uma analise profunda de todos os jogos então nesse ponto ou não está tão bem informado sobre o evento como pensava ou a variedade não é compreensiva o suficiente para as suas necessidades. Não preste muita atenção às avaliações disponíveis neste ponto. Apenas preste atenção aos eventos onde pensa que “podem” ter um determinado resultado.

Passo 3-Verdadeira convicção:

A maioria dos apostadores apostam em um evento segundo a sua crença em um certo resultado. Esta é uma política sensata. Primeiro faça uma escolha em que realmente acredita que vai ter um certo resultado. Depois verifique as odds oferecidas. Também é um facto que a maioria dos punters decidem primeiro onde apostas antes de verificarem as odds. Neste ponto a decisão final é baseada numa combinação do que acredita e o que têm a ganhar em lucro. O que é importante neste ponto é definir a sua “confiança”. Por vezes é apenas uma intuição muito forte. Outras vezes é uma derivação do estudo de informação. E em outras ocasiões é o resultado das circunstancias de um certo evento como a forma dos adversários, a lista de lesionados, as ausências devido a castigos e por aí fora.

Passo 4-Análise estatística:

Certamente estudar os dados sobre um confronto é um passo importante. Quem marcou mais, quem concedeu mais, quem é inconsistente e quem é constante são dados importantes. Contudo, e isto é muito importante, a analise estatística não pode ser o único critério a usar quando efetua uma aposta. É um critério importante é apenas informação adicional. Pode mudar a sua ideia se estiver em dúvida ou fundamentar a sua já existente convicção. Outros critérios discutidos abaixo também devem ser tidos em consideração.

Passo 5-Critérios Relevantes:

a) Lesões Os bookmakers apresentam as odds de acordo com o seu próprio estudo das circunstancias de um evento. Não é uma certeza que estão sempre ao corrente da situação dos lesionados de uma equipa ou de um participante. É também frequente os jogadores sofrem lesões durante o treino antes do inicio de jogo e os bookmakers já fecharam as odds pré-jogo. É um dos poucos fatores em que um apostador tem uma vantagem sobre o bookmaker e por isso é não apenas sensato mas imperativo estar sempre informado deste fator. Contudo não são as lesões em si que contam. O que conta são as circunstancias de uma lesão. E por lesão não é apenas a lesão física. Também é doença, epidemias, intoxicação alimentar, diarreias causadas por vírus e outras condições do género. Se encontrar estas situações e o evento de apostas que escolheu é do lado com menos hipóteses, então é melhor fazer outra escolha especialmente se os jogadores envolvidos são muito influentes na equipa.

b) Características de jogo O resultado de um jogo frequentemente depende se é para:

  • uma competição internacional
  • uma taça local
  • uma liga local
  • uma eliminatória de pré-época
  • um amigável a meio da época
  • outras circunstancias

Cada uma das situações acima tem diferentes atributos. Taças Europeias, especialmente a Liga dos Campeões, sempre fazem sobressair o melhor das equipas mais fracas que participam (as grandes equipas ficam satisfeitas com a passagem à fase seguinte antes de começarem a levar a sério nas fases finais) enquanto é prática comum usar jogadores jovens e mais inexperientes nas competições locais. Jogos de ligas locais são uma historia diferente. Visto ser uma maratona, também é pratica comum os treinadores usarem os primeiros jogos para ajustar as suas equipas ou usar alguns jovens talentos como investimento para o futuro. Contudo este não é o caso em momentos mais importantes. Neste ponto todo o treinador quer ter os melhores jogadores disponíveis para os jogos críticos que podem determinar o campeão ou a descida de divisão e nestes casos as previsões são mais difíceis. O que também é uma situação diferente são as finais da taças. A menos que a diferença de qualidade entre os dois finalistas seja muito grande então todos os resultados são possíveis. A psicologia destes confrontos é diferente e tudo se resume a UM jogo. O que significa que os jogadores do equipa mais forte podem não estar na melhor forma física enquanto os jogadores da equipa não favorita podem entrar em campo com maior determinação. Amigáveis e jogos de apuramento de pré-época são usados para fazer testes às equipas. A que conta nestes jogos é o orgulho. Por exemplo um jogo entre Inglaterra e Alemanha é sempre um jogo forte mesmo que os treinadores ponham jogadores novatos a jogar! Um jogo entre o Real Madrid e o Barcelona é sempre uma guerra!

c) Qual liga? Consoante o desporto, tem Ligas fortes que são difíceis de prever e Ligas fracas que são fáceis de prever. O futebol Inglês por exemplo é sempre imprevisível independentemente da divisão de futebol. Os jogos da Premiership, o Championship ou até a League One são jogos com resultados imprevisíveis. Deste modo há muitas equipas com igual potencial a lutar pelo titulo. Uma discussão semelhante passa-se na NBA.

Quanto mais fraca a Liga o mais fácil é de prever um resultado. Contudo é importante identificar as Ligas fortes e fracas. Vamos verificar alguns exemplos:

  1. A La Liga em Espanha é uma das melhores Ligas da Europa. No entanto apenas duas equipas começam a época como favoritas. Embora haja outras boas equipas é raro que alguma delas possa derrotar o Real Madrid ou o Barcelona.
  2. De forma semelhante em Portugal há três equipas que começam como favoritas. Porto, Benfica e Sporting. Todas as outras equipas, exceto talvez o Braga, não podem competir ao mesmo nível.
  3. Em basquetebol, na Liga Grega é duvidável que qualquer equipa consegue vencer a qualquer dos dois lados que lutam pelo titulo (Olympiacos e Panathinaikos).
  4. Em França o PSG fez investimentos impressionantes em jogadores de topo. No entanto é o Monaco que está à frente este ano. Em outras alturas é o Lyon. Marselha é sempre uma equipa a ter em mente, enquanto o Bordeaux e Monttpelier estão sempre à espreita. É frequente que equipas como o Nice, Lille, Auxerre e Saint-Etienne sejam determinantes no decorrer da época. E isto faz com que seja um campeonato muito forte.
  5. Alemanha pode parecer uma Liga forte mas na realidade é que a equipa sempre favorita é o Bayern Munich e talvez também o Dortmund. É raro que outras equipas possam intrometer-se entre este duo especialmente em anos recentes. Stuttgart, Werder Bremen, Wolfsburg, Bayern Leverkusen normalmente brilham por um ou dois anos e depois voltam a cair atrás dos dois pesos pesados da Liga.
  6. Itália é uma realidade diferente. Para alguns é uma Liga facilmente previsível. Para outros é o contrario. A regra nesta Liga é deixar passar talvez as primeiras dez jornadas. Por norma demora este tempo a a determinar se a Juventus, Milan, Inter, Roma ou Napoli estão em boa forma a lutar pelo titulo até ao fim. Fiorentina, Lazio, Torino e Bologna são sempre equipas que podem tirar vantagem e ganhar o titulo do nada.

Por vezes é melhor não apostar nos grandes nomes de uma Liga mas sim em jogos entre equipas mais fracas de igual qualidade. Deste modo é imperativo estudar uma Liga e determinar quais os jogos em que vale a pena apostar.

 

d) Importância As equipas de topo jogam um numero impossível de jogos por época. Enquanto todas começam por lutar em todas as competições em que participam a algum ponto têm de começar a priorizar. Algumas equipas escolhem em avançar em uma competição até certo ponto e depois abandonar essa mesma competição. Outras preferem deixar passar jogos especialmente contra equipas que lutam para evitar a descida de divisão. Contudo é certo que as equipas vão escolher usar todos os principais jogadores nos jogos importantes da época.

A importância de um jogo é determinada pelas condições que o rodeiam. É semifinal ou a final a final de taça? É um jogo para determinar a ultima posição para participar em uma competição internacional para a próxima época? É um jogo que põe alguma distancia entre o primeiro classificado e as equipas concorrentes ao titulo? É uma equipa entre o já decidido campeão e uma equipa a lutar pela permanência na divisão? É um confronto entre duas equipas a meio da tabela sem qualquer objetivo para jogar? Para fazer uma escolha se deve apostar em um jogo ou não, precisa prestar atenção às questões acima. Se verificar um jogador reconhecido entrar em campo com jogadores mais novos contra uma equipa a lutar contra a despromoção, a sua mentalidade deve ser diferente do que apenas observar dois jogadores reconhecidos entrarem em campo com todos os seus melhores jogadores. E deve sempre contabilizar com o orgulho e o prestigio. Não interessa se Manchester City e Manchester United, Liverpool e Everton, Besiktas e Galatasaray, Grécia e Turquia lutam por coisas diferentes. Qualquer confronto é uma questão de orgulho e prestigio.

 

e) Timing Em muitas ocasiões as equipas começam a época fortes apenas para perder fôlego no final e perder tudo. As equipas mais experientes e organizadas jogam apenas o necessário no inicio da época para certificarem-se que têm reservas para usar final da época para alcançarem os seus objetivos. Equipas que são consideradas segundas favoritas, equipas novas em uma Liga ou equipas que sofreram grandes mudanças, podem não jogar bem no inicio da época pois ainda têm de se ajustar e melhorar para para atingir o seu potencial. Equipas de Ligas mais fracas que participam em competições Europeias podem começar a época a jogar nessa competições de inicio para depois jogarem apenas na sua lega.

Tudo acima são fatores a considerar ao efetuar apostas. De facto o começo de uma época é a melhor altura para apostar em equipas que a meio ou no final da temporada em que terão poucas hipóteses de vencer os mesmo confrontos se os seus adversários estão muito próximos de alcançar os seus objetivos. De forma semelhante o final da época é a altura de apostar em equipas mais fracas que jogam contra adversários que já alcançaram o seu objetivo ou perderam permanentemente o interesse de perseguir um objetivo. De facto, os jogos mais imprevisíveis são aqueles entre equipas já não estão pressionadas pois nessa altura estão a jogar pelo gosto pelo desporto ou para testar jogadores para usar futuramente. Assim precisa tomar atenção a quanta pressão cada equipa está no momento de modo a tomar uma decisão para apostar.

 

f) Condição Física A condição dos opositores de um confronto é um dos maiores critérios usados pelos bookmakers para determinar as odds que oferecem. Esta condição é determinada pelos resultados dos últimos 4 a 6 jogos. Uma equipa que ganhou todos os últimos jogos raramente recebe boas odds. Contudo é possível determinar a condição física de uma equipa no jogo seguinte ao observar alguns parâmetros do jogo anterior. Estes parâmetros são:

  1. Estão a correr mais ultimamente do que o habitual ou parecem cansados?
  2. Tem jogado da mesma forma sem quaisquer novas ideias de jogo? Isto significa que são previsíveis e podem ser facilmente derrotados.
  3. Houve alguma alteração de treinador ou alguma contratação de algum jogador de topo? Por vezes isto é suficiente para aumentar o psicologia da equipa a jogar melhor no próximo jogo.
  4. Os jogadores foram pagos? Especialmente depois de um longo período de dificuldades financeiras, o pagamento do salário é uma impulsionador psicológico. O oposto também é verdade quando os jogadores começam a colocar ações judiciais contra as suas equipas.
  5. Existe alguma luta interna? Esta é sempre uma grande razão para uma das equipas ter uma fraca prestação.

Observar estas questões e prestar atenção às noticias podem ser determinantes para verificar se a sua escolha pode sair vitoriosa no próximo jogo antes de os bookmakers se aperceberem de alguma mudança de situação.

g) História e Tradição Há algumas instâncias em que nenhum dos critérios acima tem importância. Do mesmo modo que o “bully da escola” ou o “boogeyman” em que não importa o que alguém faça eles parecem ter sempre a vantagem, há equipas que conseguem ter este tipo de influencia sobre os seus adversarios. Equipas Espanholas e Italianas por exemplo parecem ter vantagem sobre equipas Inglesas ou Alemãs nas competições Europeias. Liverpool pode vencer ao Chelsea hoje e perder contra o Stoke City amanhã. Manchester United pode parecer um comboio imparável e perder em Sheffield na Quarta. Este é o resultado dos resultados recorrentes. Quando uma equipa vence um adversário várias vezes, induz medo nessa equipa. Quanto mais estes resultados acontecem maior a probabilidade de o próximo confronto acabar com o mesmo resultado das. Este não é um critério a ser tomado como garantido mas é um indicativo de um resultado que tem grande probabilidade de acontecer.

 

h) Circunstancias Especiais Com a exceção das equipas Inglesas que sempre jogam para ganhar e são honestas nesta filosofia, em muitos outros países e ligas os resultados pode estar “arranjados” legalmente. Se for o caso e os dois lados obtém o que desejam com um empate então este deverá ser o resultado mais provável visto que nenhuma das equipas irá correr riscos.

Uma circunstancia muito especial é a vantagem de jogar em casa. Há muitas equipas que parecem muito fortes quando jogam no seu estádio. O melhor exemplo disto é a equipa francesa Bastia que é uma das melhores equipas da Europa em relação a resultados em jogos no seu estádio. Uma terceira circunstancia especial ocorre em Ligas que são interrompidas durante o Inverno. É uma situação frequente verificar uma equipa que parece imbatível antes da paragem e estar em baixo de forma depois e vice versa. As mesmas condições climatéricas têm equipas de países escadinávos a jogar durante o verão o que significa que quando é altura de competir nas competições Europeias no final do verão estão em boa forma física enquanto os seus adversários apenas começaram os preparativos de pré-época. Se estas pequenas dicas de apostas o inspiraram e providenciaram bons conhecimentos para si, não hesite em escolher o Melhor Agente do Mundo – BEET-IBC, juntamente com o novo Account Exchange para Betfair e Bet365 para as melhores opções em apostas.