Rússia banida dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

Na terça-feira, dia 5 de Dezembro de 2018, o Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) fez o anúncio oficial de que a Rússia seria banida das Olimpíadas de Inverno de 2018, em Pyeongchang, aceitando a recomendação da Agência Mundial Antidoping (WADA) de que a Rússia não seguiu as instruções das organizações internacionais que se referia ao escândalo do doping, que foi revelado inicialmente em 2014 e fundamentado em 2016.

O anúncio estremeceu o mundo dos esportes e as casas de apostas começaram a reconsiderar as odds que ofereceriam para as Olimpíadas de Inverno. As melhores casas de apostas asiáticas não mudaram muito, pois suas análises mostravam que os russos não eram os favoritos em muitos dos esportes. Isso está evidente em plataformas onde as odds de várias casas de apostas podem ser comparadas lado a lado.

Para os que não sabem, a crônica do caso começou em Dezembro de 2014, quando alegações foram publicadas pelo locutor alemão “ARD” sobre um programa de doping estadual organizado que suplementava atletas Russos com farmacêuticos de melhoria de performance. As alegações foram investigadas e o resultado foi o Relatório Independente McLaren (Richard McLaren – WADA), onde evidências que envolviam mais de 1.000 atletas russos que se beneficiavam desse programa em mais de 30 esportes foram apresentadas. A evidência incluiu descobertas científicas, depoimentos de atletas, correspondências, e o depoimento chocante do antigo chefe de anti-doping russo Grigory Rodchenkov, que descreveu o escândalo como sendo uma “manipulação sistemática das regras de anti-doping e do sistema”.

Enquanto o escândalo não for completamente investigado e resolvido, os atletas russos serão banidos de eventos internacionais. No entanto, uma provisão foi feita para proteger aqueles que possam provar sua inocência.

O presidente da COI, Thomas Back, clarificou que os atletas russos que estão nessa categoria ainda poderão participar nas Olimpíadas de Inverno pela Bandeira Olímpica e vestindo um uniforme com o nome “atleta Olímpico da Rússia”. Para tornarem-se elegíveis da exclusão do banimento, os atletas russos não apenas terão de providenciar evidências de que eles não estavam envolvidos no programa durante o período de 2011 a 2015, mas também passar por um painel anti-doping especialmente criado da COI.

 Olimpíadas de Inverno Russia 2018

Aleksander Zhukov, chefe do suspenso Comitê Olímpico Russo, disse que este banimento contém “lados positivos e negativos”. É positivo que atletas russos possam ainda participar nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 e que era importante que a palavra “Russia” ainda estivesse em seus uniformes. Ele ainda apontou que a suspensão provavelmente duraria apenas até o último dia dos Jogos e que os atletas russos poderiam participar da cerimônia de encerramento pela sua própria bandeira.

A reação inicial dos oficiais russos seria de a considerar uma declaração de boicote aos Jogos. O próprio presidente Putin comentou que seria uma humilhação aos atletas russos a de não poderem competir sem seus símbolos nacionais. No entanto, a decisão final foi a de que a Rússia não proibiria seus atletas de competirem, permitindo a escolha individual de cada atleta. Como dito em sua declaração:

A decisão da COI pode ser importante, mas vem com poucas consequências para nossos planos de apostas e nós sugerimos que você se prepare para escolher a casa de apostas correta, através de um agente para abrir sua conta de apostas. Os favoritos ainda são os mesmos de anteriormente e há muito lucro a ser feito!